anr_natal
Novidades

Saiba a utilidade da vela de Andiroba

Modo de Fazer:
Como utilizar a Vela:
O jeito certo e mais eficaz de matar o mosquito transmissor da dengue e de outras doenças desse tipo.
1. A vela de Andiroba atinge seu pico de eficácia após 48 horas de uso contínuo.
2. Ela alcança um raio de 10 metros.
3. No caso de ambientes muito grandes, ou de alta infestação é necessário o uso de mais de uma vela, para que assim ela possa agir com maior fidelidade.
4. Mas, para que o princípio ativo da Andiroba espalhe-se pelo ambiente, é preciso utilizá-la durante cerca de sete dias, isso em caso de grande infestação.
5. A vela deverá estar acesa durante noite e dia, pois o período em que o mosquito ataca é da quatro horas da manhã até às seis horas da tarde.
Porém, é necessário a cooperação de todos, evitando água parada em baldes e pneus velhos, em pratos de plantas, ou qualquer recipiente que acumule água. Caso contrário de nada ajudará a vela.
Um pouco da planta:
Seu nome, andiroba, vem do tupi nhandý (óleo) e róua (amargo).
É também chamada de Carapa Guianensis, uma árvore que corre risco de extinção, isso devido a larga escala de extração de sua madeira.
Pois, além de um ótimo repelente, ela pode até ser utilizada em construções, inclusive naval, sua madeira é inatacável por insetos. A espécie é originária da Amazônia, mas pode ser encontrada no Amapá, Acre e Pará.
Ela cresce em solo Latossolo Amarelo, profundo, bem drenado e úmido. A planta é geralmente encontrada na beira de rios, terras de pântano, várzeas alagadiças, secas e igarapés – rios pequenos que possuem as mesmas características dos grandes.
É uma árvore grande, que chega a atingir 30 metros de altura e o seu tronco pode chegar à 120 centímetro de diâmetro. O ciclo produtivo é de 18 à 23 anos. Possui folhas alongadas, em um tom verde escuro e medem de 30 à 60 centímetros de comprimento. As flores possuem uma coloração creme e são agrupadas em inflorescências.
As partes de maior utilização da Andiroba são: os frutos, o óleo extraído das sementes e as cascas. E para completar, esta planta não possui contra-indicação e muito menos efeitos colaterais.
Quanto a colheita dos frutos e das sementes, ela só é feita quando a árvore alcançar dez anos de vida, e sempre nos meses de março e maio, no final da estação chuvosa.
Já as suas cascas podem ser retiradas a partir do momento em que a espécie atinge 14 metros de comprimento.

 

Deixe seu comentário

comentarios

Teremos o maior prazer de ouvir seus pensamentos

      Deixe uma resposta

      8 + doze =

      Crie sua conta ANR
      Trocar a senha